Aulas podem não retornar ao presencial em 2020

Jovem Pan News Joinville

A rede da informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on skype
Skype
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Imprimir

Aulas podem não retornar ao presencial em 2020

Aulas deverão ter retorno gradual - Foto: William Tenório (JP News)

As aulas presenciais em Santa Catarina estão suspensas desde março e em Joinville, setenta e cinco mil alunos estão sem poder frequentar as unidades escolares da rede municipal. O Governador Carlos Moisés chegou a anunciar o retorno para o início de agosto, mas em novo decreto, ficou apenas para setembro. Com esse cenário, a Jovem Pan News Joinville buscou saber se Joinville está preparada e quais serão as medidas para um possível retorno das aulas presenciais no Município.

Uma grande dúvida de pais e alunos, é se o ano letivo será ou não válido e se essas horas de atividades não presenciais terá validade para as horas mínimas estipuladas pelo Ministério da Educação. Segundo a Secretária de Educação, Sonia Fachini – “Todas as normativas feitas pelo Conselho Nacional da Educação, dão a garantia de que as horas de atividades não presenciais serão validadas para a garantia do ano letivo, ou seja, mesmo as aulas não retornando ao presencial, o ano letivo está garantido na rede” – o que tira, em tese, a obrigação do retorno presencial.

Na próxima semana, haverá um recesso das aulas não presenciais. Segundo a secretária, esse recesso foi solicitado por pais e professores e não irá influenciar nas horas para a conclusão do ano letivo. A Secretária de Educação, Sônia Fachini, relatou que o retorno das aulas presenciais somente será o possível, caso a região esteja na classificação de risco abaixo de grave e com uma série de protocolos e normativas.

O retorno das aulas presenciais dependerá de um aval da Secretaria da Saúde, que avaliará todo o cenário. Mesmo se não tivesse sido passado setembro pelo Governo do Estado um possível retorno das aulas presenciais, em Joinville as aulas não iriam retornar na próxima semana, como era previsto, devido a região estar na categoria Gravíssima na matriz de risco. Os protocolos sanitários, de calendário de retomada e de acolhimento, estão em fases finais de ajustes pelos grupos de trabalhos da Secretaria de Educação.

Questionada sobre como seria o retorno, a Secretária Sonia afirmou que tudo será de forma gradual e rotativa, tendo em vista que terá que existir um distanciamento de um raio de 1,5m entre cada aluno.

“Diante disso, o retorno terá que ser de maneira rotativa, uns alunos irão uma semana, outros em outra. Enquanto uns ficam remoto, uns ficam na escola.” – afirmou Sonia.

O retorno da Educação Infantil é algo que ainda precisa ter um protocolo melhor analisado e que o possível retorno seja somente a partir da pré-escola, devido a não existir protocolos mais precisos para se ter uma compreensão melhor, principalmente na questão sanitária. Dentro do retorno gradual, a Educação Infantil seria a última a ter a liberação, portanto, no ano de 2020, dificilmente irá retornar.

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on skype
Skype
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Imprimir
Drogaria Catarinense – Banner Lateral

Notícias Relacionadas

Estado

Impeachment em SC: Nomes da comissão deverão ser definidos essa semana

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), deve definir nesta semana os nomes dos nove deputados que farão parte da …

Ler Mais →
Cotidiano

Prefeitura de Jaraguá do Sul abre credenciamento para compra de cinco mil testes

A Prefeitura de Jaraguá do Sul abriu edital de credenciamento de laboratórios para realização de cinco mil exames/testes RT-PCR para …

Ler Mais →
Coronavírus

Coronavírus: Santa Catarina se aproxima dos 100 mil casos confirmados

O Governo de Santa Catarina informou nesta segunda-feira (03) que o estado já registrou 88.889 casos confirmados de coronavírus, desde …

Ler Mais →

Facebook JP News

Drogaria Catarinense – Banner Lateral

Últimas Notícias

Campanha Hiper Mais
Regularizar

Fique Conectado!

Coronavírus

Linha do Tempo