CDL busca respostas sobre as obras na Visconde de Taunay

Jovem Pan News Joinville

A rede da informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on skype
Skype
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Imprimir

CDL busca respostas sobre as obras na Visconde de Taunay

Prefeito Udo Döhler, secretários Marco Aurélio Braga (Secom) e Raulino Esbiteskoski (Secult ) reunidos com representantes do CDL e Sindicato Patronal de Hotéis Restaurantes Bares e Similares de Joinville/SC e Região e empresários da rua Visconde de Taunay conversaram sobre as obras do Rio Mathias

Trazendo muitos transtornos para os comerciantes da Via Gastronômica, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Joinville (CDL)  reuniu-se com o prefeito Udo Döhler para tratar das obras do rio Mathias na Rua Visconde de Taunay. O trabalho de instalação da galeria subterrânea está paralisado há dias e isso deixa os empresários apreensivos.

José Manoel Ramos, presidente da CDL Joinville, diz que a entidade está preocupada com o presente e o futuro da obra. “Sabemos que obras sempre causam transtornos, mas precisamos de informações oficiais e seguras sobre o andamento dos trabalhos”, explica.

Para os empresários, já que a obra parou, é preciso oferecer segurança, com instalação de iluminação pública, e informações corretas de desvios e quais acessos estão liberados. “Pedimos que os agentes de trânsito estejam por dentro do cronograma para atuar orientando o trânsito”, revela o presidente da CDL.

Outra reivindicação é diminuição da altura dos tapumes, para oferecer mais segurança e melhorar a usabilidade da via. Os representantes também revelaram queda no faturamento, demissão de funcionários e que motoboys trafegam pela calçada, promovendo insegurança.

Preocupado com o relato dos empresários, o prefeito Udo Döhler disse que irá analisar as demandas e deve apresentar, nos próximos dias, informações sobre o andamento das obras e melhorias necessárias. Também se comprometeu em buscar soluções para o trânsito.

Obras começaram em 2014

As obras começaram em junho de 2014 na rua Euzébio de Queiróz, com previsão de conclusão em 2016. Quase seis anos se passaram, ocorrendo uma série de atrasos em repasses, licenças ambientais demoraram a sair e muitas paralisações foram registradas nos canteiros.

Recentemente, após vários adiamentos, a Prefeitura informou que a conclusão será em setembro deste ano. Na Rua Jerônimo Coelho, onde a frente de trabalho começou entre o final de 2016 e início de 2017, as obras também andam em ritmo lento.

 O objetivo da ampliação da capacidade do Rio Mathias é acabar com as cheias na área central provocadas pelas águas das chuvas e pela influência da maré.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on skype
Skype
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Imprimir
Drogaria Catarinense – Banner Lateral

Notícias Relacionadas

Esportes

Comando da PM fará reunião com torcidas organizadas

O subcomandante da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Marcelo Pontes, fará uma videoconferência com as torcidas organizadas dos clubes …

Ler Mais →
Estado

Casal de idosos é feito refém e vizinhos são baleados em tentativa de assalto

No início da madrugada deste domingo (5), por volta das 0h30, três homens arrombaram uma casa e renderam um homem …

Ler Mais →
Cotidiano

Defesa Civil emite alerta para temporais antes de novo Ciclone em SC

A Defesa Civil emitiu alerta de temporais em Santa Catarina neste domingo (5), a princípio, para municípios que fazem divisa …

Ler Mais →

Facebook JP News