Loja é interditada por aumento abusivo do preço do álcool em gel em Joinville

Jovem Pan News Joinville

A rede da informação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on skype
Skype
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Imprimir

Loja é interditada por aumento abusivo do preço do álcool em gel em Joinville

Uma loja de produtos químicos foi interditada pelo Procon na manhã desta terça-feira (17) por praticar aumento abusivo do preço do álcool em gel, no bairro Costa e Silva, em Joinville.

Antes do surto de coronavírus, o produto era vendido a R$ 7 e agora estava sendo comercializado por R$ 19,90, um aumento de quase 300%.

A fiscalização contou com o apoio da guarda municipal e a loja foi interditada por 15 dias.

Denúncias podem ser feitas ao Procon pelo telefone 151 ou através da Ouvidoria da Prefeitura de Joinville, no 156.

Nota de Esclarecimento Ecoville – Suposta prática de preços abusivos

A Ecoville, uma das principais indústrias e maior rede varejista de produtos de limpeza do Brasil, está solidária com toda a população brasileira neste momento difícil e esclarece que não pratica preços abusivos para se aproveitar da crise, muito pelo contrário.

A demanda por álcool gel aumentou exponencialmente em todo o mundo nos últimos meses e estamos enfrentando uma crise de abastecimento de matérias-primas, muitas das quais importadas da China, epicentro da pandemia do coronavírus.

Como consequência, toda a indústria mundial está com dificuldades para ter acesso aos insumos necessários para a fabricação do produto.

Os preços das matérias-primas aumentaram cerca de 5 vezes nos últimos meses e isso é explicado por diversos fatores: sucessivas altas do dólar, dificuldade para os produtos serem fabricados e embarcados e demanda mundial muito superior à oferta.

Mesmo enfrentando todas estas dificuldades, a Ecoville decidiu reduzir sua margem de lucro no produto álcool gel para não onerar ainda mais o consumidor brasileiro neste momento tão delicado.

Dessa forma, conseguimos suavizar o impacto. Mesmo sofrendo uma alta de custos da ordem de 500%, aumentamos o produto em 100%.

Esperamos que a crise de abastecimento melhore logo para que possamos voltar aos preços antigos.

Consideramos a ação do Procon de Joinville realizada hoje na nossa loja localizada no bairro Costa e Silva abusiva e arbitrária.

Se tivéssemos sido notificados ao invés de arbitrariamente fechados por 15 dias, teríamos esclarecido todas as dúvidas e enviado os documentos que comprovam os aumentos dos custos para a produção do álcool gel. Iremos ingressar com uma ação na Justiça para reverter a autuação.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on skype
Skype
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Imprimir
Drogaria Catarinense – Banner Lateral

Notícias Relacionadas

Cotidiano

ADEJ fará Drive Thru de Caldo de Peixe para almoço neste sábado (11)

A Associação dos Deficientes Físicos de Joinville (ADEJ) irá realizar neste sábado (11) uma Ação Social para arrecadação de recursos …

Ler Mais →
Coronavírus

Joinville em alerta: taxa de ocupação dos leitos de UTI chega a 78%

Em boletim epidemiológico nesta quarta-feira (08), a Secretaria da Saúde de Joinville confirmou que dos 91 leitos de UTI exclusivos …

Ler Mais →
Coronavírus

Joinville: Viraliza nas redes sociais, idosa tentando entrar em Shopping

Um vídeo de uma senhora de mais de 60 anos tentando entrar no Shopping Cidade das Flores em Joinville, nesta …

Ler Mais →

Facebook JP News